Adicionamento de bactérias liofilizadas para melhorar o tratamento biológico de efluentes

bactérias-liofilizados-tratamento-efluentes

O que é bio-augmentação?

A bio-augmentação é a prática de adicionar bactérias liofilizadas a uma comunidade microbiana, para aprimorar a capacidade da comunidade microbiana de responder a flutuações do processo ou degradar certos compostos, resultando num melhor tratamento. Ao alterar a comunidade microbiana para incluir micróbios específicos, as características da comunidade microbiana podem ser melhoradas.

Por que é que os microrganismos são usados ​​no tratamento de águas residuais?

Como os microrganismos são o coração de qualquer sistema biológico de águas residuais, faz sentido que, ao melhorar a comunidade microbiana, o sistema geral de águas residuais possa operar mais eficientemente. O objetivo da bio-augmentação é suplementar a comunidade microbiana existente, a fim de melhorar a sua funcionalidade. A bio-augmentação oferece muitas vantagens que se sobrepõe a plataformas tecnológicas tradicionais, como produtos químicos, equipamentos ou outros consumíveis, e tem sido usada em sistemas secundários de tratamento de águas residuais há décadas. Os nossos produtos também podem ser aplicados no tratamento de fossas sépticas.

As fórmulas da Ecobactérias contêm microorganismos vivos?

O ingrediente ativo na maioria das fórmulas são bactérias vivas além de enzimas. Essas bactérias foram selecionadas da natureza pelas suas capacidades específicas e, em seguida, adaptadas para maximizar essas capacidades em sistemas de tratamento de águas residuais. Essas cepas altamente desenvolvidas são misturadas numa combinação sinérgica em que cepas diferentes se complementam para maximizar sua eficácia.

As bactérias podem me deixar doente?

O produto é muito seguro. Estudos foram realizados para garantir que as cepas dos produtos Ecobactérias não são perigosos para pessoas ou animais. Este teste inclui estudos sobre a inalação, ingestão e contato com a pele. Todas as bactérias são mortas por antibióticos comuns. Não é recomendável expor a pele ao produto por períodos excessivos de tempo e as mãos devem ser lavadas após o manuseio do produto. Consulte as folhas de dados de segurança do material para obter mais informações.

Estes bactérias liofilizadas crescem no sistema de tratamento de águas residuais?

A bio-augmentação fornece um efeito de “semeadura”. Ou seja, as bactérias liofilizadas na dosagem inicial e as doses de manutenção subsequentes crescem e aumentam em número após serem adicionadas à estação de tratamento e são incorporadas à biomassa existente. Estas bactérias podem crescer em suspensão e ajudar a formar partículas saudáveis ​​de flocos, e conseguem fixar-se em superfícies e ajudar na fixação de sistemas de tratamento de filmes.

Como é que os produtos da Ecobactérias reagem com micróbios já presentes?

Os produtos são usados ​​em situações em que os micróbios possam sobreviver. Cada parte da nossa Terra que consegue suportar micróbios já tem uma população de cepas de “ocorrência natural”. As bactérias liofilizadas da Ecobactérias são introduzidos quando os profissionais de tratamento de águas residuais querem alterar as condições (por exemplo, reduzir a graxa ou lodo).

Ao serem semeados no meio ambiente, os produtos de bioaugmentação devem crescer e estabelecer um lugar na população já existente. Eles funcionam com as cepas que ocorrem naturalmente, geralmente quebrando moléculas grandes e mais complexas em unidades menores que realmente alimentam muitas das cepas nativas. Em algumas aplicações, a dosagem inicial pode vir a ser superior para auxiliar no estabelecimento dessa posição num ecossistema já estabelecido.

Qual é a diferença entre bactérias e enzimas?

As bactérias liofilizadas das fórmulas da Ecobactérias funcionam produzindo enzimas. Enzimas são catalisadores muito específicos em reações bioquímicas que decompõem os orgânicos e as gorduras. A sua atividade depende da forma molecular da enzima que se ajusta à forma dos compostos na reação. As enzimas não se reproduzem, mas dependem de bactérias que são frequentemente chamados “fábricas de enzimas”. As bactérias fazem mais do que produzir enzimas, eles fornecem um sistema “inteligente e eficiente” onde possam detetar os orgânicos presentes e (desde que tenham a capacidade) produzir especificamente as enzimas necessárias para decomposição dos orgânicos presentes.