Bactérias e enzimas para aumentar a produção de biogás

aumenta prodção de biogas

EU-SOL é uma formulação de bactérias e enzimas que é adicionada às plantas de digestão anaeróbica para aumentar a eficiência da produção de biogás.

A produção de biogás é um processo biológico de quatro etapas.

• Hidrólise, que resulta na conversão de carboidratos, gorduras e proteínas em açúcares, ácidos graxos e aminoácidos.

• Acidogénese, que leva à produção de ácidos de carbono.

• Acetogénese, que resulta em ácido acético, dióxido de carbono e hidrogénio.

• Metanogénese, onde o metano é formado por microorganismos específicos chamados metanogénios.

As enzimas são mais ativas nas etapas de hidrólise e acidogénese do processo de produção de biogás. O EU-SOL contém bactérias bacilos e várias enzimas que degradam uma ampla variedade de compostos orgânicos, incluindo proteínas, gorduras, açúcares e amidos, que resultam em mais biogás gerado e menor Carência Química de Oxigénio (CQO).

Qual é a função de enzimas na produção de biogás?
As enzimas são encontradas nas células de todos os seres vivos. O seu objetivo é ajudar a catalisar ou acelerar certas reações bioquímicas. Atualmente, as enzimas são usadas em muitas aplicações industriais, como nutrição animal, detergentes e biocombustíveis. As nossas enzimas para produção de biogás decompõem as fibras das plantas (carboidratos como celulose e hemicelulose) e materiais ricos em proteínas, resultando em açúcares e aminoácidos mais adequados para os microrganismos produtores de biogás. O EU-SOL contém bactérias bacilos que se multiplicam rapidamente com a matéria-prima correta e produzem enzimas para suplementar as enzimas já presentes na nossa formulação.

Com quais matérias-primas as enzimas podem trabalhar?

Qualquer material orgânico que contenha fibras celulósicas, incluindo materiais agrícolas, bem como resíduos de quintas, animais, papel e alimentos. Isso inclui permitir o uso seguro de matérias-primas não alimentares, como palha e estrume. Além disso, as enzimas também podem ajudar a decompor materiais ricos em proteínas, como resíduos alimentares e esterco.

– Atividade enzimática numa ampla faixa de pH e temperatura eficaz entre pH 4-8 e 30-75-C.

-Reduzir os custos de digestão anaeróbica em 10%

– Aumentar a produção de biogás em até 15%

-Reduzir a viscosidade do substrato / digerido em 2 a 3 vezes

– Melhorar a qualidade do biogás (relação metano / CO2).

– Reduzir a viscosidade do substrato e digerir custos de mistura reduzidos.

– Aumentar a taxa de fermentação; menor tempo de residência.

– Aumentar a capacidade de quebrar substratos mais difíceis.

Entre em contato connosco para mais informações.