Bioaumentação para Tratamento de Águas Residuais

Bioaumentação para Tratamento de Águas Residuais

Estações Estabelecidas de Tratamento de Águas Residuais
Um grande problema em muitas estações de tratamento de águas residuais é simplesmente encontrarem-se sobrecarregadas. Os cientistas que investigam as águas residuais estimam que apenas 5-10% das bactérias existentes numa estação de tratamento de esgotos contribuem activamente para o processo de tratamento de esgotos, enquanto os restantes 90-95% das bactérias competem pelo oxigénio e nutrientes disponíveis.

Na Ecobactérias seleccionamos especificamente as bactérias dos nossos produtos com o objectivo de aumentar a percentagem destas bactérias produtivas no estacão de tratamento, aumentando assim os resultados globais da estação. Usamos uma mistura de bactérias naturais da classe 1, escolhidas especificamente pela sua capacidade de decompor rapidamente os sólidos, as gorduras, os lipídicos, as proteínas, os detergentes, os hidrocarbonetos e outros compostos.

As bactérias que usamos são totalmente seguras para os seres humanos, animais e plantas, são adequadas para todos os tipos de estações de tratamento e demonstraram reduzir significativamente o CBO e a matéria em suspensão.

Os resultados mais marcantes foram a redução das lamas residuais e a decomposição rápida de gorduras, óleos e substâncias gordurosas no sistema de tratamento de águas residuais.
Ao mesmo tempo que melhora a remoção do CBO e CQO, a bioaumentação pode reduzir a necessidade de oxigénio até 35% em sistemas de tratamento aeróbio.

As nossas bactérias liofilizadas também têm demonstrado excelentes resultados em estações de tratamento de águas residuais que tenham sido afectadas negativamente pelo choque tóxico, ajudando as estações de tratamento a voltar a um estado estacionário muito mais rápido do que o fariam naturalmente.

Os produtos da Ecobactérias também ajudam a controlar os odores em estações de tratamento de águas residuais. Os odores são produzidos pela decomposição bacteriana de matéria orgânica quando as bactérias indígenas não decompõem completamente os compostos orgânicos, tais como as proteínas, hidratos de carbono e amidos. Entre os produtos químicos que causam esses maus cheiros encontram-se o sulfureto de hidrogénio, compostos orgânicos de enxofre, ácidos orgânicos e aminas. Os microrganismos que usamos vão aumentar a eficiência da decomposição desses compostos ajudando a reduzir os odores.

A nossa proporção de dosagem de microrganismos é tipicamente de um milhão de vezes a concentração das bactérias indígenas, excedendo de tal forma o seu número que estas são incapazes de competir com sucesso para o material orgânico disponível. Isso limita fortemente o seu crescimento e também diminui ligeiramente a emissão de compostos orgânicos que produzem o odor característico.

Bioaumentação de lagoas

Nos países em desenvolvimento e nas zonas rurais podem ser projectados sistemas muito simples para complementar o aumento da actividade biológica dos produtos da Ecobactérias. Com a bioaumentação e estes sistemas físicos tão simples, a qualidade das águas residuais pode ser melhorada substancialmente sem o custo esmagador da construção de uma nova estação de tratamento.

Outros exemplos de pequenos sistemas de tratamento de águas residuais que podem ser bastante reforçados com as fórmulas da Ecobactérias são as lagoas facultativas e as lagoas aeróbias ou arejadas.

As lagoas facultativas são sistemas de baixo custo e, com a utilização dos nossos produtos, podem ser uma alternativa altamente eficaz para o tratamento das águas residuais, especialmente em climas mais quentes como encontramos em Portugal. Quando se introduz o processo de bioaumentação nestas lagoas, podemos alcançar uma redução de 95% de CBO por filtragem mecânica ou sedimentação primária das águas residuais domésticas.

As lagoas aeróbias ou arejadas também podem ser sujeitas ao processo de bioaumentação. Estas lagoas podem ser menores em tamanho ou podem aceitar uma carga mais elevada. No passado, ocorriam anormalidades quando as lagoas estavam sobrecarregadas ou quando era lançado um produto químico tóxico na lagoa. No entanto, com a adição das fórmulas da Ecobactérias, estas lagoas podem ser utilizadas como um pós-tratamento para as lagoas facultativas e anaeróbias. As nossas bactérias também podem ser utilizadas no processo de bioaumentação durante a aplicação de esgotos ou lamas residuais, resultantes dos sistemas de tratamento aeróbio de águas residuais, ajudando a fixar o nitrogénio e a reduzir os problemas de odor.