Quais são as razões mais frequentes para as fossas sépticas não funcionarem convenientemente?

Há várias razões para as fossas sépticas não funcionarem convenientemente:

* Um defeito estrutural na fossa.
* Poços de infiltração inadequados, por vezes levando a uma ligação directa da fossa a uma vala ou canal adjacente.
* Não ter sido dada uma atenção suficiente à profundidade e comprimento dos poços de infiltração na fase inicial da construção.
* Terrenos de drenagem pobre, ex. argila ou subsolo compacto.
* Um lençol freático elevado e variável.
* Tamanho inadequado do terreno para a drenagem da fossa séptica.
* Aumento da necessidade de uso de água, ex. pelos electrodomésticos como as máquinas de lavar.
* Uso excessivo de desinfectantes, detergentes e materiais de limpeza. Devem ser usados produtos biodegradáveis sempre que possível. Pode ser necessário adicionar bactérias especiais à sua fossa.
* Manutenção inadequada.
* Esvaziamento pouco frequente, recomenda-se que as fossas sejam esvaziadas uma vez por ano.
* Poços de infiltração bloqueados com resíduos de detergente ou gordura.
* Incapacidade do solo de absorver mais efluente.

A Mãe Natureza é uma coisa maravilhosa. Ela deu-nos as bactérias amigas do ambiente (microrganismos) para nos ajudar a tratar os nossos resíduos de uma forma segura, rápida e natural.

Sabia que se nós não tivéssemos o poder das bactérias que a Natureza nos concedeu, não conseguiríamos digerir a nossa comida? As bactérias boas encontradas no nosso estômago ajudam no processo de digestão e a retirar os nutrientes da nossa comida.

Todos os sistemas sépticos e os sistemas de tratamento usam bactérias para funcionarem. As bactérias decompõem os resíduos sólidos, os resíduos líquidos, o papel, os restos de comida, etc. e permitem que o líquido circule para um campo de saneamento, fosso ou outro local. As bactérias na fossa séptica e o sistema de tratamento podem ser afectados por lixívia, gordura, colutório, produtos agressivos de limpeza contendo químicos, etc.

Se a bactéria for afectada, o sistema deixará de trabalhar eficazmente e isto pode provocar odores, obstruções ou inundações e fará com que seja necessário esvaziar a fossa ou sistema com mais frequência custando-lhe centenas de euros.
A manutenção regular do sistema adicionando bactéria fresca, manterá o sistema em excelente estado. Isto significa para si:

Ausência de odores
A limpeza dos canos permitindo o escoamento livre da fase líquida
Os resíduos sólidos e o papel tornam-se mais reduzidos e móveis – levando a um esvaziamento menos frequente – poupando-lhe centenas de euros.

A Ecofossa é fácil de usar. A primeira vez que a usar, despeje simplesmente uma dose de 30 mg na retrete, espere 5 minutos e despeje o autoclismo. Depois e durante os primeiros 5 dias, despeje diariamente 30 mg na retrete. A Ecofossa começa imediatamente a funcionar. Ajuda a decompor os resíduos sólidos e o papel tornando-os mais líquidos, reduz os odores e também a frequência com que tem de esvaziar o seu sistema séptico. Depois só necessita de fazer a manutenção com uma dose 30 mg de 15 em 15 dias.

Os ingredientes activos da Ecofossa não são perigosos, são naturais e totalmente seguros para o uso. A Ecofossa funciona de forma a melhorar a eficácia dos processos que ocorrem naturalmente numa fossa séptica ao introduzir no sistema bactérias e enzimas mais poderosas.