Bioaumentação para a redução da CQO, controlo de odores, tratamento de lamas residuais e choque tóxico

Os fabricantes estão sob uma pressão crescente para melhorar a qualidade das águas e reduzir a Carência Química de Oxigénio (CQO) e os sólidos em suspensão é frequentemente crítica para adquirir uma autorização de descarga, havendo também outros problemas que podem ocorrer com os efluentes, tais como o odor, o tratamento de lamas residuais, choque tóxico e os custos do tratamento químico.

Uma opção para o tratamento de efluentes é usar um processo de tratamento mecânico e químico, mas em muitos casos, para maximizar a eficiência e reduzir nas despesas de capital a resposta é o tratamento biológico dos efluentes. Os sistemas de tratamento de resíduos bacteriológicos conseguem melhorar e até mesmo substituir completamente os sistemas químicos mais tradicionais.

O objectivo principal de uma estação de tratamento biológico é decompor os resíduos orgânicos. O seu desempenho e rentabilidade são altamente dependentes das estirpes microbianas presentes. Ao serem correctamente seleccionadas reduzirão a “Carência Química de Oxigénio” a “Carência Biológica de Oxigénio” e a “Sólidos Suspensos” três dos factores principais para a qualidade das descargas de efluentes.

Ao seleccionar as estirpes apropriadas, com base na experiência qualificada e na análise de amostras de resíduos, os produtos da Ecobacterias podem melhorar significantemente a eficácia de um sistema de tratamento. Fornecemos estirpes de bactérias diferentes em função das características do efluente que necessita de tratamento.

Em alguns casos, o aumento das taxas de fluxo e a redução dos limites permitidos pressionam as plantas para além da sua capacidade projectada. Melhorando o desempenho através da bioaumentação mas sem despesas de capital, as metas ainda podem ser alcançadas.
As nossas bactérias liofilizadas podem também ajudar noutras formas como na redução de CQO para a autorização de descarga. Por exemplo:

Controlo de odores com a redução de sulfeto de hidrogénio ao utilizar o EU40
Melhoramento das lamas residuais ao utilizar EU10, EU30, EU60 & EU100 – desaguamento melhorado com assentamento mais rápido e redução de sólidos para aterro devido a uma decomposição eficiente
Recuperação da biomassa após o choque tóxico – os produtos químicos de limpeza podem eliminar a biomassa devido às suas qualidades antibacterianas e a biomassa pode ser replantada ao adicionar as bactérias liofilizadas adequadas para obter tempos de arranque mais rápidos dos sistemas de tratamento aeróbio.
• Reduzindo a matéria em suspensão ao utilizar organismos de floculação que formam naturalmente flocos pesados que assentam rapidamente, os tempos de assentamento podem ser reduzidos assim como a necessidade de dosear os agentes de floculação para ajudar o assentamento.

A bioaumentação para o tratamento de efluentes pretende garantir a presença de microrganismos mais adequados para maximizar a eficácia dos tratamentos aeróbios e anaeróbios e diminuir as populações de microrganismos menos eficientes e indesejáveis. Se tiver alguma dúvida ou requisito específico que não seja abordado no nosso site, por favor contacte-nos!